quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Câmara II ou Flávio na Cova dos Leões

E estava na reunião o secretário de planejamento, Flávio de Castro. Este blog já veio em texto defender este secretário, por termos em mente ser um dos únicos que realmente procura trabalhar e não fingir trabalhar.

Mas ontem estava lá: Flávio na Cova dos Leões. Frente à frente com alguns dos detratores, que pelas costas adoram falar mal, mas que na frente assumem uma postura amena e aproveitam para elogiar. O secretário foi através de um requerimento assinado pelos vereadores Euro e Dalton, para explicar o novo DLO (já falamos sobre o assunto em outro texto).

Primeiro Flávio discorreu sobre as reformulações no departamento, responsável por liberar as obras, novos loteamentos, enfim, de diversos interesses de diversos poderosos por ai. Mas contra argumentos, não há como contestar. Ele mostrou novamente que aquilo ali antes era a casa da mãe Joana. Uma baderna sem fim, o que dava margem para diversas acusações de favorecimentos. "Havia uma série de evidências de tráfico de influências dentro do DLO", afirmou.

Mas aos poucos o secretário domou os mais raivosos, aqueles que por de trás de um discurso sem interesses carregava uma pá de interesses. E muitas vezes, e o mais interessante, que faziam perguntas ao secretário, brandavam em voz alta, mas não ficavam no plenário para ouvir as respostas.

A princípio Flávio de Castro conseguiu responder a todos os questionamentos, e como já afirmado, muitos deles de interesses pessoais e políticos. Pelo menos na frente dos panos. Por que de trás, os resultados ainda não foram conhecidos. Esperemos com o tempo.

Um comentário:

Stefano disse...

Para alguns o Flávio teve que desenhar, porque os recentes episódios têm me assustado. A vereança está faminta de saber e olha que os lotes vagos da cidade estão cheios de capim.