segunda-feira, 14 de junho de 2010

Lotação mais cara e perda de verba da merenda...

Pois é, não adianta nada querermos o bem para nossa querida City, se as coisas não andam como agente deseja. Quando dizemos agente, estamos falando o povo. Um pouco atrasado, mas ainda em tempo, No Prelo traz a notícia da perda de repasse a ser empregado na merenda escolar no final do ano passado, além do aumento da tarifa do transporte coletivo em Seven Lakes.

Já na terça-feira somos pegos de surpresa com a notícia de que nos meses de setembro, outobro, novembro e parte de dezembro a cidade não recebeu repasses do Governo Federal para a aplicação na merenda da rede pública de ensino local. Foram mais de R$ 380 mil perdidos, pasmem, por falta de renovação do Conselho de Alimentação Escolar (CAE). É uma brincadeira deixar de receber verba do governo federal para aplicação neste fim por causa da não-renovação de um Conselho.

Onde estavam os comandantes da pasta da Educação que não observaram que o prazo estava vencendo e que o CAE deveria ser renovado para garantir a verba? No ano passado houve certa confusão na dita secretaria, era crítica em cima de crítica na secretária Maria Lisboa, que aliás, é bom salientar, sempre atendeu estes dois jornalistas com educação e fineza, nunca fugindo das perguntas, fossem elas quais fossem.

Mas dinheiro federal perdido é uma brincadeira de mal gosto, falta de pulso firme e observação mais forte dos comandantes da pasta. O Tesouro do Município teve que ser desfalcado para cobrir os gastos - e não fizeram mais do que a obrigação - por simples descuido, já que o CAE só foi renovado em novembro, conforme apuração da Comissão criada na Câmara de Vereadores. Em novembro, mais de dois meses após o prazo estebelecido.

Sobre o aumento na tarifa do transporte coletivo, só temos que ficar entristecidos por aqueles que utilizam, diariamente, o serviço e terão que arcar com mais este gasto. De R$ 1,85 para R$ 2,05, são vinte centavos que farão falta na somatória do mês todo. Não utilizamos o transporte coletivo público, por isso não podemos emitir opinião mais balizada sobre as condições como ele é prestado na cidade. Porém, levando em conta uma cidade plana, com distâncias pequenas entre um bairro e outro....

4 comentários:

Anônimo disse...

Kdê o Capitão Nascimento?
MAROCA PEDE PRA SAIR!
Este é o grito de 99% dos setelagoanos. Este prefeito podia fazer o unico bem que consegue para a cidade: PEDE PRA SAIR.
Agora tem que ser este ano, pois teriamos novas eleições. Se for no ano que vem ai teremos prefeito biônico e o Maroca vai é estar fazendo mais um mal para a cidade.
Maroca, pede pra sair. JÀ!

Stefano disse...

Esse transporte público de Sete Lagoas é uma vergonha, está entre os mais caros do país. Ninguém sai em defesa do povo, não vi nenhum vereador abrindo o bocão pra reclamar. Um absurdo isso numa cidade onde a maioria depende do transporte público. É bom que o povo se lembre disso. Isso é uma sacanagem, tem gente que pega 4 lotações dia, o que dá R$ 164,00/mês contando 5 dias úteis. 32% do salário-mínimo com transporte. Nenhum desses caras aí tem meu voto, deixar o povo ser roubado. Por isso eu falo, a política de SeVen Lakes City é a coisa mais mesquinha e pequena, que já vi.

BOTO CINZA disse...

O dinheiro perdido deveria ser descontado dos salários dos (ir)responsáveis.

Stefano disse...

E esse lance da merenda? Onde estão os fiscais do executivo?