sexta-feira, 10 de julho de 2009

Falta de um Líder

Primeiramente, nós de No Prelo queremos agradecer a assiduidade dos internautas quanto à participação nos comentários sobre os vários posts publicados por estes dois jornalistas. Salientamos a necessidade de diálogo, críticas sim, mas não contra a honra de quem quer que seja. Uma administração se faz também ouvindo críticas, para que elas possam se traduzir em medidas acertadas e que gerem o melhor para a sociedade. Este é o objetivo de No Prelo.

Bem, vamos à vaca fria. O que se tem notado nos últimos meses nas reuniões da Câmara Municipal é a total falta de liderança do prefeito naquela Casa. À frente está o Lider, vereador Renato Gomes, do PV, de primeira viagem no exercício do cargo, mas até o presente momento ainda não lhe caiu a ficha da posição que ocupa. Não cabe aqui uma crítica ferrenha do nobre edil, marinheiro de primeira viagem e que não está acostumado aos meandros da atividade legislativa.

Renato Gomes se mostra uma pessoa atenta ao dia a dia da cidade, tem boas intenções, mas foi jogado no meio de "cobras criadas". Tem cortado um dobrado diante das críticas de alguns de seus colegas à administração que representa e quanto às cobranças e pedidos de providências apontados para sua pessoa. Coitado, tá mais perdido que surdo no bingo. Faltou malícia da administração municipal ao escolher Renato Gomes ou faltaram nomes que quisessem representar representa-la na Câmara?

Caso o líder do prefeito não tome tento daquilo que vem acontecendo e consiga responder à altura a cobrança de alguns de seus pares, ele vai que ter fazer um verdadeiro estoque de Lexotan. Ao que parece, o papel de liderança pode até mesmo atrapalhar seu desempenho parlamentar neste início de legislatura, quando na verdade ele teria que se firmar, a exemplo de alguns de seus colegas. Sorte a ele!!!

12 comentários:

Anônimo disse...

Muito bem colocada esta análise dos jornalistas do prelo. A grande verdade é que para esta grande empreitada precisa mesmo é de estômago de avenstruz.E o Renato é um moço bom demais para ficar enfiado nessas coisas.

Anônimo disse...

Parabens No Prelo. Voces tocaram no ponto. O Renato Gomes é ótima pessoal e vai ser um grande vereador. Falta experiência para o cargo de lider. Mais dificil ainda é ter que defender esta administração que tem se especializado em errar. Erro dele que aceitou e erro maior do prefeito que o escolheu.

Anônimo disse...

Tem uma turma aí que acha que sabe fazer política. Na verdade ninguem é obrigado a ter fino trato com raposas no galinheiro. De fisiologistas e oportunista esta camara esta cheia. Tem uns ex prefeitos que sabiam mesmo lidar com isso. Abriam as portas do céu e do inferno e juntos faziam a maior orgia com o dinheiro público.

Anônimo disse...

Concordo... Renato é bom demais para atuar no teatro das reuniões plenárias, sobretudo quando se espera dele ser despachante dos vereadores para entrar no jogo dos artistas de plantão. Em período pré eleitoral, muitos querem aparecer, e como não trabalham, sobram-lhe tempo para ficar ensaiando os seus espetáculos... Mas, se os contribuintes forem atentos, perceberão que não estão sendo representados, pois há interesses muito maiores por traz destas atuações... Agora, para o Renato, é melhor se voltar mesmo para os seus trabalhos, como o de viabilizar 100 mil para a criação de mais uma horta comunitária para a cidade; proporcionar um Ponto de Cultura (o projeto Ponto de Cultura Cecília Preta, dos congadeiros, é projeto seu)... Aliás, cadê os projetos concretos e relevantes dos artistas que estão brigando com prefeito???

Anônimo disse...

Pera lá! Ser lider de um prefeito não é só cuidar do galinheiro como querem alguns. O difícil é ser lider de um prefeito que manda prestação de contas contábil sem sequer assiná-la. Dificil é ser lider de um prefeito que faz a festa da família com contratos e lobbys públicos.

Anônimo disse...

Como já disseram, "não é o Renato que não está preparado para ser líder", essa administração é que não está preparada para ter líder. Entre o líder e a administração deve haver uma forte interação, respeito mútuo e sinceridade. Não pode haver segredos, mesmo no jogo de interesses corporativos ou pessoais. Na verdade Renato não tem a obrigação de defender o indefensável. O dia que essa administração tiver uma notícia boa prá dar, se tiver, não será o Renato que dará. Quem fará isso, certamente, será o prefeito ou algum dos seus engravatadinhos secretários.

Anônimo disse...

Esse Renato é muito fraquinho para representar um governo da estirpe do Maroca.

Pelo seu passado e por pertencer a família mais ilustre da cidade, Maroca bem que merecia um líder melhor.

O duro é achar alguém com este perfil no covil.

Flávia disse...

Notei um certo preconceito neste último comentário... Triste constatação! O que está em jogo não é a estirpe, linhagem ou ascendência de nenhum membro deste governo, quer seja do executivo ou do legislativo e sim suas AÇÕES. É uma pena que algumas pessoas nesta cidade insistam em perpetuar estas atitudes pequeno burguesas...
Abraços
Flávia

Robson disse...

Pedigree Maroquista.

Só faltava esta agora. Os anônimos Maroquistas estão a exigir pedigree dos seus aliados.

Seria cômico se não fosse trágico!

Eita elitizinha retrógada e preconceituosa.

Renato disse...

Como há vida muito além da Serra de Santa Helena, mando notícia de um certo deputado federal criado nas bandas de Minas (o nome está no último parágrafo), publicada no Correio Braziliense de 13/7/9:

"O incômodo com o escrutínio do histórico de conduta e da atuação de políticos mobiliza um grupo de deputados na busca por um revide contra a ONG Transparência Brasil. Semana passada, a Comissão de Fiscalização e Controle encaminhou ao presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), um pedido para que a Procuradoria Parlamentar da Casa acione a entidade na Justiça por danos à imagem dos congressistas. Na campanha para desgastar a organização, já circula pelos gabinetes da Casa um pequeno dossiê, gestado no Partido Progresssista (PP).

O estopim da reação foi um levantamento elaborado pelo Transparência Brasil remetido aos líderes partidários e ao presidente da Comissão de Fiscalização e Controle, deputado Sílvio Torres (PSDB-SP). A correspondência aponta conflito de interesses na indicação de todos os 17 membros da Subcomissão de Acompanhamento da Copa do Mundo de 2014. Desses, discorre o relatório, 14 integrantes respondem a inquérito ou ação penal, foram multados por um tribunal de contas, tiveram contas de campanha rejeitadas pela Justiça Eleitoral ou estão sendo executados por dívidas com o poder público.

“É curioso que reajam contra isso (a recomendação). Não acusamos ninguém de nada. Apenas avisamos que esses parlamentares podem sofrer pressões”, observa o diretor-executivo da Transparência Brasil, Cláudio Abramo. A entidade também recomendou que a subcomissão, com 18 cadeiras, tivesse seu tamanho enxugado para 10 vagas. O deputado Sílvio Torres rebate: “Na Comissão de Desporto e Turismo, tem uma subcomissão igual montada desde 2007. Por que não foi feito o mesmo levantamento lá? Houve má intenção”.

Um dos citados no relatório da entidade, o deputado Márcio Reinaldo Moreira (PP-MG) foi à tribuna na última quinta-feira para atacar a Transparência Brasil. Do microfone, citou “uma pesquisa” feita pelo partido no site da ONG. Trata-se do dossiê, elaborado pelos progressistas, que, dois dias antes do pronunciamento, era distribuído para líderes de outros partidos com o intuito de encorpar o coro dos descontentes."

Stefano disse...

"Pelo seu passado e por pertencer a família mais ilustre da cidade, Maroca bem que merecia um líder melhor."
Nunca vi um comentário mais infeliz, primeiro, porque Sete Lagoas é muito maior, que qualquer família, que possa subir no governo, segundo, porque pelo que sei, o homem mais importante do mundo, tem o sobrenome Obama, que não é lá muito conhecido. É esse tipo de comentário, que demonstra como tem gente de "cabecinha" minúscula nessa Minha Aldeia ainda.

Anônimo disse...

Para mim quem faz uma opinião deste nivel é um grande ba- ba- ca
Seja de que lado for. Essas informaçoes(de Brasilia) do Renato sao ótimas. Em muito mais aí...