quarta-feira, 14 de abril de 2010

Pela transparência

Não queremos que este texto seja considerado uma crítica, mas em seu lugar, um conselho de amigos. Não é de praxe postarmos os bastidores do que acontece entre apurar e publicar a notícia, mas aqui, neste caso, é para que tenhamos um maior entendimento. Em nome da transparência. Mas vamos lá...

Desde a manhã de ontem, precisamente às 8h, a equipe completa deste blog tenta uma informação importante, não só para a gente, mas também para a população. A pergunta é simples, direta, e fácil de responder. Mas até agora, um dia depois, não obtivemos respostas. O que nos causa problemas.

As perguntas tão simples de responder, e que, com certeza, tem resposta, são elas:
1)Quanto vai custar essa viagem à Suíça?
2)Quem vai pagar essa viagem?

É importante frisar que esses dados são públicos, afinal, quem está fazendo a viagem não são meus pais, ou mesmo meu vizinho, mas sim, uma comitiva de seis pessoas, formada por prefeito, secretários e três vereadores. É preciso lembrar que estão em um cargo público, com o salário pago pela população, eleitos para administrar a cidade.

Que venha a transparência...

5 comentários:

Renato disse...

Aproveitem e perguntem ao Beto Chacrinha quanto custaram e quem pagou as 137 viagens do padrinho Cecé a Miami e para que serviram.

Stefano disse...

Do jeito que está, acho que fica mais barato eles lá, que aqui fazendo bobagem.

Anônimo disse...

Ótimo Stefano. Vamos fazer uma campanha publica pelo bem de Sete Lagoas. FICA MAROCA! FICA CLAUDINEY! FICA CAIO DUTRA!

Anônimo disse...

O Brasil e Sete Lagoas estão na seguinte situação. O presidente dando palpites em politicas mundiais como a questão atômica do Irã. Doando dinheiro ao Haiti como se fosse chefe de um poderoso potentado árabe. Aqui, o prefeito faz visita à Suiça com comitiva, enquanto a rua Suissa e outras no Bairro Jardim Europa estão um caos. Se eles olham para os problemas lá de fora, eu pergunto: Quem lá de fora vai olhar por nossos problemas e soluções?

Anônimo disse...

Pelo L'AMOUR de Dieu, e o Marcelo Empresário Cooperselta? Fica aonde? Tomara que no velho continete, e de preferência proxímo do Eyjafjallajokull!