quarta-feira, 6 de maio de 2009

Como água no fogo

Assim como bombeiros, a assessoria jurídica da prefeitura veio logo apagando o fogo no circo de ontem, incendiado na Câmara Municipal. Conforme publicamos abaixo, os vereadores aprovaram um requerimento, que exigia o cumprimento da lei de nomeação do Diretor-presidente do Saae. Pela lei, essa nomeação deveria ser aprovada pela Câmara Municipal, por 2/3 dos votos dos vereadores.

Mas a coisa é ainda pior. Esta lei, que foi usada para enbasar o requerimento, criada ainda na primeira administração de Marcelo, o CC, foi revogada pelo seu arqui-inimigo em 2001, o ex-prefeito cassado, Ronald, o Cana Brava, ou RC, ou ainda CB.

Ou seja, a coisa é bem pior, e o fogo do circo pifou, conforme constatamos hoje. A lei usada nem era mais válida, e o diretor-presidente continua no cargo.

Se Ronaldo Andrade é bom ou ruim, ai cabe a avaliação de cada um, mas se é para cumprir a lei, que seja cumprida da forma correta. É mais uma gafe que vai entrar para a história da política de nossa Sete-Bananas-Lagoas.

7 comentários:

Anônimo disse...

Arroto Comenta: Armaram o circo sem embasamento algum, gafe grande para os vereadores do comando circense e os mesmos foram eleitos os palhaços do espetáculo que nomeio.

" O tiro saiu pela colatra" !

Ronaldo é mesmo o IMPOLUTO da história, que não se deixa corromper pelo bataclã vergonhoso da Câmara . Tenho cá comigo a impressão que a lona da câmara circense MOFOU. AFF!

Aplaudo de pé Ronaldo Andrade e os que lutam pelas mudanças e grandes melhorias que a autarquia necessita.

Aplaudo de pé os responsáveis pelo blog e a veracidade dos fatos ocorridos.

E a luta continua né!...

Anônimo disse...

E ponha gafe nisto. Maior do Caio Dutra que apresetou o regquerimento.
Depois do Duílio que colocou em votação. Teve ainda a gafe de todos os vereadores que votaram o requerimento fajuto.
Teve também a nossa, leitores, que acreditamos.
O principal é que não muda o fato de que toda a Câmara, ai incluidos o irmão do prefeito e seu lider, votatam pelo afastamento. Tá danado, o prefeito, de base, de apoio e de irmãos.

Paulo do Boi disse...

Jornalistas blogueiros e corajosos...
É assim que se faz jornalismo! Parabéns!Tem que falar mesmo... Que bananada danada! ops!

Bom, gostaria de ressaltar que procurei o número do SAAE no catálogo telefônico de Sete Lagoas e não encontrei... Acabei ligando para COPASA sem querer, é o único número que tem no catálogo... Aí liguei para minha mãe e perguntei se ela sabia e ela me disse, no catálago tem o número. Oh meu Deus! Então liguei para o SAMU - 192.
- SAMU
- Alô, desculpe eu queria falar no SAAE.
- Senhor o SAAE é 195.
- Obrigado, tenham um bom trabalho!
- O SAMU agradece!

Liguei para o SAAE e pessoa que me atendeu, por sinal muito educada, anotou minha demanda mas, não soube me explicar porque não tem o número do SAAE no catálago e sim o da COPASA.

Um abraço!

Anônimo disse...

Consta no Regimento Interno da Casa que Requerimento tem que ser protocolado 6 horas antes da reunião da Reunião.

Que mico!

Expliquem o presidente da Casa que Tudo a toque de caixa cheira mal e sempre tem maracutaia, não repitam a façanha, pegou Mal...

Nota zero Para Duílio e Seguidores.




Atenção Vereadores e assessores Jurídicos - o regimento interno da Casa é pra ser seguido .

Atenção Maroca - Seu Jurídico tá tão tão perdido... vai te levar para o brejo!

Stefano disse...

Se Dias Gomes fosse vivo poderia reescrever O BEM AMADO só no trecho entre a prefeitura e a Câmara.

Anônimo disse...

Boa Stefano. Tá difícil de escolher qual vai pior. Se a prefeitura - lêia-se prefeito - que ainda não desceu do palanque ou a câmara - lêia-se vereadores - que não conseguem (o prefeito também) enxergar a cidade grande e moderna que vivem. Deste jeito tá danado sô.

BOTO CINZA disse...

Não demora muito e os vereadores tiram o prefeito Maroca, assim como fizeram recentemente (há exatos três anos) com o Ronaldo Canabrava.

Eles querem o poder, como tiveram no governo do Leone (negociaram para tirar o Cana).

E dizem que motivos justos já tem, para usurpar o poder, ao contrário do que aconteceu com o Canabrava. Desafio aqui alguém afirmar que os dois motivos da cassação do homem, julgado pelos Deuses vereadores, foram justos).