quarta-feira, 13 de maio de 2009

Querem tirar o presidente do SAAE

O SAAE é uma caixinha de surpresas...PRETA! Ninguém nunca soube o que se passa pelos seus corredores, a não ser quem esteve por lá. O único que tentou colocar pra fora aquilo que acontecia, ficou só na tentativa, porque também foi posto pra correr...(estamos nos refeindo ao Dr. Laírson Couto, atual secretário de Meio Ambiente, que afirmou em entrevista ao Sete Dias que havia ingerência de vereadores na autarquia...como se isso fosse uma novidade).

Mas o SAAE tá aí, o SAAE é nosso, assim como o petróleo é da Petrobrás, menos nosso! Querem tirar o Ronaldo de Andrade, coitado...se for assim, também queremos, vamos ser "Maria vai com as outras". Tirando a brincadeira, o assunto é mais sério do que pensam...toda mudança gera questionamentos e o que a administração municipal vem tentando fazer, como o tal "choque de de gestão" - desculpe-nos amigo Flávio de Castro, mas foi o termo utilizado -, vai fatalmente gerar inimizades.

A política de nossa cidade é viciada, assim como a estrutura do SAAE. Temos que romper com certos paradigmas, mas rompê-los vai acarretar críticas. Tomara que as críticas sejam pelo lado positivo, porque críticas pejorativas já não têm mais espaço. O que observamos - e ouvimos na reunião desta semana da Câmara - foi que há uma ala dentro do SAAE que quer, por toda forma, tirar o Ronaldo de Andrade. Tudo bem, toda unanimidade é burra, mas todos os lados devem ser ouvidos. O engenheiro não deve ser de todo mal, como também não é um santo, ninguém o é!

Vamos com calma. Não podemos fazer, também, como o Dr. Euro de Andrade, que questionou o porquê de alguns servidores da autarquia estarem na reunião sem nada na pauta que lhes dissesse respeito. Dr., a Câmara é a CASA DO POVO e V.Sa. foi eleita pelo povo, portanto, devagar com andor. Calma também aos servidores, já que porque não caminhar junto ao invés de só querer tirar? Temos que chegar a um consenso.

P.S.: Vai um toque ao vereador Renato Gomes, líder do prefeito na Câmara, que mesmo sem querer - não sei se isto mesmo - criticou o noticiado na imprensa quanto ao requerimento de semana passada. Caríssimo, a mídia reproduz os fatos, em sua veracidade. Jornalista sério está no meio da notícia, não puxa para lado algum, portanto, ao invés de criticar dizendo que a Câmara não deve dar espaço para que a mídia publique matérias ´pejorativas', não façam para tanto...Fica uma dica para o senhor, que é novo no pedaço, mas aprende!

23 comentários:

BOTO CINZA disse...

Como "No Prelo" disse, até então, o único presidente do Saae que tentou moralizar a altarquia foi o Lairson Couto. Fechou a torneia, tentando impedir ligações de água irregulares a pedido de vereadores e outras coisas do gênero.

Não estou por dentro do que está acontece hoje. O certo é que, se o atual presidente do Saae está empenhado em moralizar a coisa, na mesma proporção está tendo problemas com funcionários "viciados" e vereadores idem.

Deve ser por isso que querem a cabeça do homem.

Stefano disse...

Aqui em Sete Lagoas existe cada coisa mais misteriosa, que a área 51 nos EUA. O SAAE é uma delas, orgão mais cobiçado pelos "politiquetas", que sabem que aquilo é uma mina de ouro e prestígio, virou um cabide de coisas ruins e não só de emprego. Depois de anos ameçaram vendê-lo à COPASA e só então a população (alguns?) começou e enxergar a coisa com outros olhos. Qualquer debate que envolva o SAAE chama a atenção e vira uma boa oportunidade da vereança se manifestar e aparecer um pouco, pois sabem que haverá mídia em cima. Eu nem vou falar que fico triste, porque sei que a minha indignação é uma mosca sem asas, mas cada dia que vivo gosto mais da minha cerva, (plagiando Vinicius de Moraes) a minha melhor amiga, meu cachorro engarrafado. O que me escandaliza mesmo, é que nada que se discuta na câmara, seja em benefício da população, tem sempre um interesse mesquinho e covarde por trás. A cada eleição eu me sinto um imbecil levando essa vida de gado, pronto pra virar picanha. O que sei, é que uma cidade só muda suas instituições políticas quando se convence de que precisa mudá-las para quebrar a camisa-de-força que a impede de andar. Resumo: Tirando Dalton Andrade, que eu conheço de perto, o resto desse vereadores, que vão para o DIABO QUE OS CARREGUE! Que apague a luz quem sair por último. E tenho dito.Parabéns nobres blogueiros, estarei de olho aqui.

Anônimo disse...

Perfeito Stefano.
Já o quanto ao Boto Cinza, Sete Lagoas tá ficando especialista em enaltecer os inoperantes. São honestos, o que não é virtude´pois é obrigação, e só. Lembro, quem nada faz jamais erra. O exmplo citado, participou de 3 administrações, Canabrava, Leone e agora Maroca. Nunca errou, mas...

Anônimo disse...

Arroto :

O SAAE precisa urgentemente de um choque de gestão. Será isto possível?
Pensem vereadores( os que tiverem consciência) aff! coisa dificíl nessa classe!
As mudanças na estrutura organizacional e métodos de gestão precisam acontecer para o bem dos sete-lagoanos.
Não foram eles que elegeram vocês ? E vocês prometeram trem pra caramba... de bom, não é ? não sei pra quem ...
As resistências serão menores se forem as mudanças implantadas com habilidade, pois não se trata de retirada de benefícios de recursos, mas de racionalização, que pode elevar a moral dos servidores da autarquia.O que a cidade precisa é deixar que essa introdução aconteça, dando total transparência à utilização de recursos
Vereadores, caminhem para um novo paradigma legislativo, ( pelo amor de Deus , mesmo que eu ache que Deus tá é correndo de vocês.... A traquinagem tá tanta que eu me abismo!)
Deixem a coisa fluir, assim vocês acompanharão os resultados tendo a transparência da utilização de recursos. (Não é de $$$$ que vocês só querem saber?)

Deixem o cara lá e parem de dar " Touché"!

BOTO CINZA disse...

Alguém aí poderia traduzir para mim o que o anônimo ai de cima disse!?
Não entendi nada de nada. Será que preciso voltar para as aulas de interpretação de texto?

Anônimo disse...

Ao Anônimo acima,

Por acaso já ouvistes falar em:

1) João Baptista da Silva?
2) Carlito Fialho?
3) João Lanza?
4) Enio Eduardo?
5) Maurício?
6) Jansen?
Caso não, explico!
Os três primeiros e mais o Lairson, ao qual você diz: "Sete Lagoas tá ficando especialista em enaltecer os inoperantes", também foram secretários de Meio Ambiente no curto segundo mandato do Ronaldo.
O quarto, o quinto e o sexto, também foram secretários da mesma pasta no também curto período Leone Maciel.
Portanto, digo que não estou aqui para defender a, b, c ou d. Apenas para fazer uma reflexão da vida política da cidade.
E antes de você tentar locupletar a opinião pública com seu comentário pífio, você deveria fazer, no mínimo, um intensivo ou extensivo de cidadão politicamente "inteirado da vida da cidade".

OBS: Não confunda cidadão-políticamente inteirado, com cidadão-polítiqueiro. O que certamente não se encaixa ao seu perfil, claro! sorriso irônico!!

Um abraço para os blogueiros Fred e Marcão!

Blog de Flávio de Castro disse...

Embora eu conheça o Ronaldo, saiba da sua idoneidade e competência e tenha convicção absoluta de que ele é capaz de sanear o SAAE, vou deixar de lado esse argumento, que tem uma dimensão pessoal, para colocar a seguinte questão obejtiva: PORQUE QUEREM TIRÁ-LO DE LÁ?

Sua gestão tem pouco mais de 4 meses, ele apresentou à Câmara um planejamento estratégico bastante consistente, o Sete Dias de hoje noticiou sua ação responsável de cortar o fornecimento de não pagadores e aumentar o nível de adimplência da autarquia, não cometeu nenhum ato de improbidade... porque, então, querem tirá-lo de forma tão açodada?

O quê os vereadores querem que um presidente do SAAE faça que confronta com o perfil do Ronaldo Andrade?

O Coyote disse...

Grande Flávio de Castro!!!!!
Você agora colocou a faca no pescoço do nobres edis de nossa câmara.O que será que eles vão te responder??
Todos nós sabemos que eles só querem se locupletar erário.
Se acabar com as benesses do Saae, da Saúde, da educação e outras secretarias mais, como a vereança irá se reeleger?
Bando de Larápios!!!!!!!!!!!!!!!!!
A propósito, alguém se lembra de alguma lei que beneficiou a população vota pela câmara nos últimos anos???

Anônimo disse...

Ao anononimo dos 6.

Primeiro, fico bastante lisongeado de como uma humilde opinião incomodou tanto.
Pode e deve sim defender alguem. É legítimo.
Pelo que entendi você quiz dizer que o e os exemplos tiveram pouco tempo nas curtas administrações de que participaram. Discordo, para se mostrar operante, não é preciso muito tempo. Márcio Lacerda em BH, ao contrário daqui, já mostrou nos famosos 100 primeiros dias a que vêio. É só mais um exemplo.
O exemplo citado, tem diversas outras qualidades, o que disse não o agride, só o usei como exemplo de um contexto.
Quanto ao curso sugerido, o amplio, deve ser sobre Politica não só da cidade. Tá faltando ampliar os horizontes. Ficar preso só no que acontece aqui é que é politiqueiro. boa sorte.
PS, sorry, mas não entendi o "sorriso irônico"????

Anônimo disse...

Flávio de Castro vem para ser secretário municipal e de cara tromba com a câmara. Tudo bem que os vereadores tão pisando na bola e são politiqueiros, mas um representante de um poder, no caso um secretario do executivo, criticar de forma tão direta o legislativo. Esta tchurma maroquista que tá no poder se julga acima de todos.

Blog de Flávio de Castro disse...

Na política, eu procuro ter opiniões claras e relações respeitosas. O fato de vir a ser secretário do governo Maroca não vai mudar meu comportamento. Ter opinião própria e livre não me coloca acima de ninguém. Isso é democracia. E não entendo que estou trombando com a Câmara. Estou divergindo e divergir é legítimo. O que penso, com erros e acertos, eu assino com meu nome, sem anonimato. É aquela história de travar o bom combate. Dentro ou fora do governo, estarei sempre disposto a bons debates...

Anônimo disse...

Boi tatá: Esses vereadores tao dando nojo, com uma boca porca demais só porque tem imunidade,todos deveriam estar é na jaula. Que representatividade política nós temos, já não temos prefeito, o cara é um fantasma e nunca sabe de nada. Vamos virar cidade faroeste e Bang Bang !

Anônimo disse...

Marcio: Que droga é essa que esses vereadores estão usado?algo novo que os deixa delirando e enaltecidos achando que o mundo é deles? ou ta todo mundo bipolar? mas o pior que a coisa é mais séria, falta de vergonha na cara. e pra esse mal em cura não.

Anônimo disse...

Flávio de Castro,

Seu brilhantismo, competência e história de sucesso não permitem que você seja acima ou maior e mais importante do que o governo que vai representar. A partir do momento em que aceitou ser secretário municipal, suas opiniões deixam de serem próprias e passam a ser opiniões de governo e como tais não podem provocar choque entre poderes autenticos e legítimos, por mais que errem. Alem do mais, conhecedor profundo das máquinas, estruturas e hierarquias governamentais, você sabe bem que não é função do secretário de planejamento debater com o legislátivo e muito menos emitir qualquer opinão que não esteja afeita a sua secretária e suas responsabilidades. Não foi o caso. Humildade não faz mal a ninguem, já dizia a sua e a minha avó. Guarde sua competência e vontade para os debates que forem de sua alçada ou deixe de ser agente público e político como secretário municipal e venha ao debate como cidadão comum. Ou melhor, venha como candidato. 2010 está ai.
Assinado: Um admirador mas que nem por isto deixa de ser um crítico que tem opinião.

Robson disse...

O (bom?) combate:

Algo de interessante está para acontecer na administração Maroquista.

Com a entrada de Flávio de Castro na administração, o PT ganha uma força considerável, já que estava meio que jogado para escanteio, pela administração maroquista.

Nem bem chegou, e o Flávio já mostrou a que veio. Detonou o Choque de Gestão anunciado pelo Nadab e os outros comensais do PSDB.

Ato contínuo cutucou a câmara municipal pelo desastre político que foi a tentativa de destituir o presidente do SAAE.

Ao combate, que se avizinha, acrescente o ingrediente da eleição do ano que vem em que PSDB E PT deverão travar uma disputa visceral na disputa pelos cargos de Governador e Presidente.

Se bem conheço o filho do J.L. Sampaio ele deve prevalecer, com certa facilidade, sobre a turma do Anastazia.

Façam suas apostas senhores! O jogo começou.

Robson

Robson, O censurado disse...

Sugestão sugestiva.

Aos jovens jornalistas do Blog No Prelo, envio a seguinte sugestão de leitura.

" Mordaça no Estadão"
Autor José Maria Mayrink

Na próxima mando trechos dos Luzíadas, ou alguma receita de doces - marmelada - talvez.

Robson

Blog de Flávio de Castro disse...

Acho importantes as críticas do anônimo. Concordo e discordo. Acho que devemos colocar de lado apreciações sobre brilhantismo ou humildade. Não vem ao caso. A questão central prá mim é como contribuir em debates públicos, como agente público ou cidadão. Discordo com sua posição de que uma coisa necessariamente anule a outra.

Mas concordo que há limites. Um deles, uma vez secretário, é não emitir opinião sobre a gestão de outras áreas. Outro, fazer o 'jogo limpo', sem ataques pessoais.

Aplicando-se ao caso, não vejo nenhuma transgressão ética de minha parte em entender que o legislativo conduziu mal a questão do SAAE.

A propósito, sobre esse tema, há exemplos. O vice José de Alencar nunca deixou de emitir opiniões pessoais, inclusive em oposição à política monetária do seu governo. César Maia, durante todo seu governo no Rio, manteve um blog, depois ex-blog, na internet. Tudo depende de como...

Blog de Flávio de Castro disse...

Robson,

O fato de ter opiniões diferentes não quer dizer afronta. Nem ao PSDB nem ao Legislativo. Tenho apreço pelos tucanos do governo Maroca e respeito pela Câmara e pelos vereadores. Tenho concordâncias e discordâncias. Defendo a tese, que não me parece bem aceita aqui nestes comentários, de que precisamos nos expor em debates públicos. Independente de nossa posição no jogo. Há regras? Claro que há... As mesmas de sempre: respeito, objetividade, 'fair play'... Não aposte que eu vá criar um clima antecipado de disputa. O ambiente político sete-lagoano já anda belicoso demais...

RA, o processado disse...

Gente, cuidado para não ganharem um processo com assinatura de 33 advogados, em nome da honra de um nome qualquer.

Opinião, posição, democracia, são palavrinhas estranhas aos poderosos setelagoanos. Da atual e de todas as outras gestões.

Anônimo disse...

Flávio de Castro,

Obrigado pela resosposta de alto nível como é de seu feitio.
Concordando com quase tudo, discordo dos exemplos dados.
José Alencar é vice eleito e dono de seu mandato, portanto as opiniões transmitidas são dele e não de governo. Cezar Maia idem, era ele o prefeito, portanto, falava em seu blog como o prefeito, também eleito.
O mesmo não se aplica a secretário, pois são indicados e de livre nomeação e exoneração do prefeito, portanto, sua fala transcende o pessoal e passa a ser fala, autorizada ou não, do governo.
Quanto ao Robson, vai ser sim muito bom ver o embate PT x PSDB de camarote, afinal são visões antagonicas e cabe ao prefetio decidir qual vai prevalecer.
Agora acreditar que nosso Maroca vai decidir algo é outra história.
Ao final, a surpresa é ver que vivemos esta clima tão belicoso na política de Sete Lagoas, capitaneada por um prefeito recem eleito pela mais ampla a antagonica alinça dos ultimos anos na cidade. Pra dar certo, teria que ser em torno de alguem de pulso e um verdadeiro lider.
Como não é verdade, cabe aos responsáveis e lúcidos da cidade propugnar por esta tão grande transição de mais 4 anos para algo verdaeiramente novo e competente.
Que venha e esta periodo passe rápido.

Anônimo disse...

Que tal debatermos o Forum Municipal de Cultura?

Daria um belíssimo post!

No seu primeiro dia, a secretária de educação afirma publicamente que artigo 186 da Lei Orgância Municipal é incostitucional.

O que vôces acham? Isto também é agir como "BICÃO"?

Não podemos deixar de comentar este importante passo para uma Política Cultural no Município.

Vamos ampliar o debate?

Anônimo disse...

É fácil e cômodo vir aqui e postar uma mensagem neste blog e em tantos outros congêneres, escondendo-se atrás do anonimato, atacar idéias e pessoas.
É fácil derrubar a credibilidade ou, quem sabe apenas levantar a dúvida sobre a conduta pública de alguém, além do mais, ninguém sabe quem é o anônimo.
Por isso, uma sugestão, anônima como deveria de ser: NÃO PUBLIQUE POSTS ANÕNIMOS!
Dessa formas as pessoas aprenderão a TER CORAGEM DE TER OPINIÃO.
Ou vamos continuar todos a vivermos na surdina, atacando aqueles que tiveram a honradez de se identificarem...

Robson disse...

Flávio:

Não se pode esperar outra coisa de você, a não ser, a sensatez e a elegância da escrita.

No entanto, discordo de sua assertiva de que o clima político de Sete Lagoas esteja “belicoso demais”. Pelo contrário. A atual administração voa em “céu de brigadeiro”.

Poder-se-ia dizer de belicosidade, se houvesse oposição sistemática ao governo maroquista. Não há!

Os poucos opositores que existem, estão mudos. E os que tentam falar, não encontram espaço para externar suas opiniões e convicções. A não ser (ainda) pelo blog No Prelo.

Basta conferir o teor de todos os semanários que circularam em Sete Lagoas neste final de semana. Todos aderiram ao sistema. Sem exceções! Não os culpo! A sobrevivência econômica deles depende, exclusivamente, dos anúncios da Prefeitura.

Então, onde está o clima belicoso?

Por fim estou lendo “O Inimigo do Povo” de Henrik Ibsen, o que me faz crer que fazer oposição num ambiente deste é sempre muito perigoso.

Um grande abraço.

Robson.