terça-feira, 1 de abril de 2008

Se queriam uma cabeça...

...então ela rolou. A caça aos demônios que colocaram o Democrata no inferno astral que está agora, acabou no corte da própria cabeça. Mas não de jogadores ou mesmo de técnico, mas do próprio presidente do clube. Humberto Timo anunciou nesta segunda-feira que deixava o cargo que fora eleito para até 2010.

Vamos aos fatos. Assim como postamos no texto anterior, ele não é o principal culpado. Mas foi o primeiro (ou segundo? Será que a demissão de Zezito conta?) que saiu pelas portas do fundo, ou pulou do barco na hora em que a crise se instalou definitivamente.

Para aqueles que cobram tanto da diretoria, é hora então de mostrar serviço. Coloquem suas manguinhas de fora e mão-na-massa, ou pé-na-bola, se for o caso. É hora de mostrar o outro lado que tanto reclamam do Sr. Presidente do Clube.

Reclamar, criticar é muito fácil. É hora de mostrar que as críticas se tornarão em soluções construtivas, principalmente no momento de resgatar um barco que começou a afundar ainda em 2007. Que joguem as bóias e salvem o que puderem...

Um comentário:

Christiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.