terça-feira, 2 de junho de 2009

Mais uma vez: Copasa

Bem amigos, depois de quase uma semana de inatividade No Prelo volta e com um assunto que já encheu o raio do..., mas é deveras importante sobretudo dado o contexto vivido atualmente. Como em post anterior e que gerou comentários diversos, de prós e contras, a Expedição Velhas 2009 esteve em Sete Lagoas há alguns dias e novamente a constatação é a de que Sete Lagoas polui sobremaneira o Rio, que felizmente já deu grandes sinais de melhora.

Não se trata aqui de discutir o que foi feito - até porque muito pouco o foi e isso não é da nossa cabeça, é uma constatação -, mas muito ainda tem que ser feito e com urgência. Há mais de oito anos o projeto Manuelzão foi apresentado na cidade e a Meta 2010 colocada a público, mas caminhamos em direção à ela? Falar que nada foi realizado seria mentira e não estamos aqui para mentir, mas muito mais deveria ter sido feito.

E é justamente por isso e por causa da falta de poder de investimento do SAAE é que volta e meia nos deparamos com a sombra da Copasa. O próprio gerente de tratamento de efluentes da Companhia e gerente adjunto da Meta 2010, Ronaldo Matias, confirmou em entrevista ao site de notícias do Governo de Minas, a Agência Minas, que a Copasa já iniciou interlocução com a Prefeitura - aspas na palavra dele. Não estamos mentindo, novamente, ele quem disse, basta acessar o site e ler a notícia.

A Copasa tem muito dinheiro? Tem. Tem mais poder para investir e técnicos capacitados - não que o SAAE não tenha (técnicos capacitados) -? Tem. Mas e aí? Temos realmente que apontar soluções e não ficar somente em um mutirão de cortes, acabar com "gatos", em estudo. O negócio é sim melhoria na gestão, é tratar o SAAE como empresa, que dê lucro, que possa investir, construir. O engenheiro Ronaldo de Andrade tem metas e as apresentou a imprensa. Um discurso bonito e que tomara tome corpo.

P.S.: Só para lembrar, a Câmara Municipal está a todo o vapor com sua Semana do Meio Ambiente, em parceria com o Codema, Adesa e com o Município. Participemos para nos inteirar. Muita coisa boa tem sido pensada em relação ao Meio Ambiente e precisamos implementar...

4 comentários:

Anônimo disse...

Quando é que alguem vai ter coragem de discutir o aumento das tarifas do SAAE, aproximando-as das da COPASA para recuperar a capacidade de investimento do SAAE?
Ao invés disso, tem vereador demagogo falando em acabar com a taxa de esgostos, que aqui é 75% da defasada tarifa de água e na COPASA é 100%.

Stefano disse...

Um detalhe a acrescentar ao comentário do anônimo. O SAAE não trata o esgoto, ao contrário da Copasa, seguindo a sua lógica, o valor da taxa deveria ser menor ainda. Curioso alguém vir aqui pedir aumento de conta. Se acabar com os gatos do Magabeiras, já recuperaria a capacidade de investimento do SAAE.

Anônimo disse...

A COPASA não trata todo o esgoto de BH e cobra a taxa de todo mundo, inlcusive já cobrava bem antes de tratar qualquer esgoto.

BOTO CINZA disse...

Sou terminantemente contra a COPASA em Sete Lagoas. A empresa gasta muito em propaganda para enganar os desinformados. É só fazer uma breve pesquisa na internet para ver que as coisas não são como Companhia tenta (trans)parecer. Ineficiência no fornecimento, tarifas caras, esgoto sem serem tratados etc.

O SAAE (saneado) é a única solução. Está capenga, moroso, ineficiente, em decorrência de anos de administrações interesseiras, ações eleitoreiras e outras rapinagens. Agora, ele é nosso, é de casa. Tem como a gente brigar, denunciar, ir para a Câmara, para a Prefeitura. Se fosse a COPASA, com quem iríamos pelo menos reclamar.