quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

O assunto tá cada vez mais quente

No Prelo tem observado a preocupação dos leitores com a questão das exonerações da administração municipal e, sinceramente, nos sentimos honrados pelos elogios e as participações assíduas para um debate amplo e democrático, que é o objetivo principal deste espaço.

Portanto, vamos a mais uma rodada de especulações, até porque de oficial nada ainda foi divulgado ou publicado pela Prefeitura. A queda da secretária municipal de Educação, Maria Lisboa de Oliveira, é dada mesmo como certa, além da diretora da Seltur, Geisa Mendes, e do Esporte, Cláudio Raposo. A saída de Léa Braga, da Assistência Social, também é cogitada.

Na verdade, e na modesta opinião destes dois jornalistas, a Maria Lisboa pode sair mais pela pressão, sobretudo de parte da Câmara - para não dizer de um só. Ao ver seu trabalho de perto, observamos que na administração municipal se peca pela quebra de paradigmas como a eleição direta para diretores e vices, setor que em anos anteriores era um verdadeiro cabide.

Na Assistência Social, texto da própria assessoria de comunicação da Prefeitura salienta que o número de famílias atendidas aumentou consideravelmente, além do fato de que o atendimento do ProJovem em Sete Lagoas triplicou desde o início do ano passado. Incoerência ou questão política? Como uma pessoa que realiza um serviço tão bom pode sair da equipe? Não nos cabe julgar, mas que tem dedo político nisso, tem!

Quanto ao esporte, coitado do Raposo. Nem dinheiro tem para fazer o que quer que seja e na Seltur, para sermos sinceros, não teceremos comentários por não acompanhar de perto o trabalho da comandante da empresa. Já está na hora de certos mandos e desmandos terminarem e que o prefeito passe realmente a comandar a cidade com pulso firme, porque a era de bonzinho já durou 1 ano e para governar uma cidade deste tamanho, é bom uma mudança de postura. É o que sentimos.

2 comentários:

Stefano disse...

Eleição direta para diretor de escola pública? Não dá, não dá mesmo. E o que o veradores vão fazer com sua tias solteironas? Com as primas mal amadas? Tem que dar emprego pra essa gente! Maria Lisboa é uma pessoa de difícil relacionamento, mas é competente. Com diria o Boris: Que merd...Parentes desempregados do alto da troca de favores desejando Adeus a Maria Lisboa. O mais baixo da escala de trabalho...

Anônimo disse...

Cargo de confiança é de livre nomeação e exoneração.O prefeito pode exercer seu livre julgamento. Não sei pq as pessoas que antes achavam a secretaria uma bruxa agora estão achando que ela é uma fada. Por falar em bruxos, tem mais um secretario pra pegar a vassoura. É aquele .... que abusa do poder e desacata jornalista