quinta-feira, 22 de outubro de 2009

A mentalidade não muda

Infelizmente, um mal acomete os políticos de Sete "Bananas" Lagoas...é aquela síndrome do "eu tenho chance", "eu vou ter tantos mil votos", "eu vou ser eleito". Repararam que o "EU" está sempre presente? Pois é, não só os políticos, mas a maioria dos ligados à esta esfera em nossa city verdadeiramente se acham, uma mentalidade que não muda e pelo visto não mudará tão cedo - se é que vai mudar.

Estes dois jornalistas têm debatido constantemente sobre a próxima eleição para deputado, principalmente na esfera estadual. Ao que tudo indica, mesmo com os puxões de orelha, os insucessos do passado e as lições tiradas de pleitos anteriores, teremos uma enxurrada de candidatos a deputado estadual em 2010. Mas o que nos chama a atenção são justamente os nomes.

Não vamos aqui citar nenhum, até porque existe o direito democrático, garantido pela Constituição, de que qualquer cidadão pode votar e ser votado, ou seja, pode se candidatar. Mas que tem gente se achando, tem. Ou então não andam tomando as doses diárias de "SEMANCOL". Esta semana mesmo No Prelo teve a grata notícia da auto-indicação de um cidadão para candidato a deputado estadual que é brincadeira. Todos vocês, caros leitores, tomarão conhecimento do fato...se já não tomaram.

Vamos aguardar o andar da carruagem e muita água vai passar por debaixo das pontes do Córrego do Diogo. E pelo que tem caído de chuva, muita água mesmo. Se continuar do jeito que está, novamente ficaremos órfãos e teremos que mendigar ajuda de deputado estadual de outras cidades...triste!!!

3 comentários:

Stefano disse...

No Prelo está certíssimo,
tenho um amigo que computou em uma eleição 3 votos, nem a mãe dele votou nele. E não é só fato de tumultuar, isso tudo tem um custo para o a Justiça eleitora, mantida por todos nós. Todo mundo quer picanha...mas tem gente que vai ter que se contentar com carne de gato mesmo.

Anônimo disse...

tem pré-candidato a deputado que na última eleição, entrou com pedido de recontagem de voto(s)......

Pô muié, ne tu?
Nem assim a ficha caiu...
Meu nome é Enéas!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Gostei desta análise. Mais que ter deputado eleito, precisamos saber a qualidade política desses candidatos. Este é nosso pior problema. Tem candidato que definitivamente, se for eleito, será uma tragédia para Sete Lagoas. Caríssimos jornalistas, fui surpreendido quando vi minha fotografia no jornal o Centro de Minas me citando como possível candidato a deputado federal. Fiquei pensando . . . "uai, não sou louco". De todo modo, não liguei pra isto, tenho minha cabeça no lugar. Sou um animal político por destino e não por vaidade. Se em algum momento acontecer de vir a ser candidato a algo, pode ter certeza que será para representar um projeto político e com apoio do meu partido e de setores importantes da vida da cidade. Não irei brincar com o eleitor, com o mundo da política e com a cidade, a minha racionalidade não me autoriza a aventuras. Tenho disciplina partidária e sei que muito chão deve ser percorrido até as urnas. Por estas e outras que acho o comentário de vocês apropriado. Mas aredito que falta alternativas progressista e sem personalismo.

Forte Abraço,

ENIO EDUARDO - PT