quinta-feira, 19 de março de 2009

Aqui, praça vira revenda de carros...



Este post vai com a ajuda do Alexandre Picorelli, ou "Picolama", brincadeira heim companheiro! Indignado com uma cena que pôde ser vista e revista na semana passada em Sete Lagoas, ele nos enviou algumas fotos sobre o desrespeito que ocorre na cidade e total ausência ou descumprimento do Código de Posturas (ele existe?) e falta de fiscalização por parte da Poder Público (será que ele autorizou?).

Em frente à histórica Escola Estadual Dr. Arthur Bernardes, bem no centro da cidade e ao lado da Lagoa Paulino, uma agência de veículos ou coisa do tipo estacionou carros e os colocoupara serem apreciados e possivelmente vendidos. Isso deve ser porque a proporção de agências de veículos para cada habitante de Sete Lagoas beira 1 para cada 0,5 cidadão.

O Picorelli ressaltou em seu e-mail indignado que "TRANSFORMAR A VIA PÚBLICA EM AGÊNCIA DE VEÍCULOS, SÓ EM SETE LAGOAS MESMO......SE PARTIMOS PARA O PRINCIPIO DA IGUALDADE, ACHO QUE POSSO COLOCAR MEU CARRO EM CIMA DA PRAÇA DO CAT, COM UMA PLACA DE VENDE-SE E MANDAR OS PEDESTRES PASSAREM NA RUA....É TRISTE VER A CIDADE ANDANDO PARA TRÂS....GOSTARIA DE SABER QUEM PERMITIU TAL ATO, POIS O MESMO É UMA VERGONHA...MERECE EXPLICAÇÕES...."

É Picorelli, como bem dizemos no Comunicação Total da nossa querida Rádio Santana 87,9FM, em Sete Lagoas, o errado é que é o certo! E não é que os carros são até bons rapaz...acho que vou cotar os preços, quem sabe. Ah, esqueci, como diz um aí, jornalista num é profissão, portanto não temos como comprovar renda né?

8 comentários:

Anônimo disse...

Parabens ao blog e ao Picoreli.
Até que enfim alguem teve coragem de falar o certo sem medo de incomodar alguns, como faz esta e as ultimas administrações. Não é só na praça não. Basta andar pela cidade e vemos várias agências exibindo seus carros em passeios e vias públicas. Vide Av. Antonio Olinto, Raquel Teixeira Viana e outras. Chega de estacionamentos exclusivos de auto-escolas, clínicas VETERINARIAS e etc...
Barracas em toda a cidade nos passeios, nas praças e nas ruas.
Kdê o discurso de mudança do atual prefeito(?) que disse que ia fazer o certo sem preocupar em quem ia doer? Agora só pensa na panela da corte, parentes e outros nobres afins.

**...flor de leminski...** disse...

Parece que vocês leram meus pensamentos!!

Picorelli, você está certíssimo em suas colocações! É realmente de embasbacar... só aqui mesmo! Fiquei muito curiosa pra saber se não houve fiscalização ou se (pior!) a "feira de veículos" foi autorizada. Palpites...?

E por falar em "queixo cair"... impossível não voltar ao assunto das eternas (e ridículas!) panfletagens na lagoa Paulino. É fato, ou melhor, é lei: panfletagem na lagoa é proibido! Ok, e então... por que continuam dia após dia após dia?

Tá tudo errado MESMO!

Robson disse...

Outra Praça. O mesmo abuso!

Enquanto isto na praça ao lado(de frente ao Artur Bernardes)têm uns dez "quiosques" vendendo de um a tudo: pastel, cachaça, rapadura, picolé, papel higiênico semi novo etc.

Estou pensando,também, em montar outro quiosque lá.

Talvez para vender "maria mole".

Robson

Stefano disse...

Aqui em Sete Lagoas existe uma mentalidade estranha, de se querer preservar o direito dos empresários e os empregos a todo custo. Aparece uma empresa querendo montar uma fábrica e politicada faz igual esquimó, cede até a esposa para esquentar o visitante. Esse excesso de "hospitalidade" é coisa de bocó. "é melhor trabalha do que roubar" não pode justificar esse tipo de coisa, além da poluição visual que esse tipo de "liberdade" traz.

Cançado disse...

Terra de ninguem. Na entrada da praça da feirinha, uma locadora de automóveis (Digital) exibe tranquilamente seus veículos no estacionamento público. Praça em frente a casa da família do prefeito(?). Será que ele não vê ou vê e não quer fazer nada?

No Prelo disse...

Flor de Leminski, você quem leu os pensamentos destes escribas quanto à famigerada e ridícula panfletagem na Orla da Paulino. Muito já falamos, muito já cobramos do poder público, mas NADA, NADA vezes NADA foi feito e pelo visto nem o será.

Renato Alves disse...

Uai, gente, vai ver que isso tudo é o jeito maroca de combater a crise mundial. Ovês tão atrasado demais.

Anônimo disse...

caro amigo fred, picolama ou picomala!! kkkkkk
Na atual situação picolama é melhor!! pq na realidade somos resultado do meio em que vivemos!! como estamos da lama ao caos como dizia o poeta chico science!!!
pode fica picolama mesmo!!!
kkkkkkk
abraços
o blog está campeão
alexandre picolama digo picomala,quero dizer picorelli!!!!!