quarta-feira, 4 de março de 2009

Manifestações

Mas falando em críticas, uma das razões do prefeito ter lamentado as críticas foi nosso questionamento sobre algumas manifestações que começaram a pipocar pela cidade. Além da turma torcedora do Democrata na tarde desta quarta-feira, houve também uma na terça-feira, de moradores do Bela Vista, que estavam até então sem água por três dias.

E os funcionários da da saúde também resolveram colocar a boca no trombone, através de uma manifestação pacífica, sem interromper o atendimento. Todos eles se vestiram de preto em forma de luto. Uma funcionária chegou a mostrar seu contra cheque, com um valor deplorável de R$389, menos que um salário mínimo, para trabalhar 12h diárias, sem direito à hora de almoço e vale transporte. Não é à toa que a situação da saúde chegou ao ponto que está.

O prefeito, como dissemos, prometeu para logo uma coletiva para falar da situação financeira do município. Esperamos que não demore.

2 comentários:

Stefano disse...

Caros amigos,

Recebi, aqui no escritório, um cliente que me informou que no bairro dele chega a faltar água por 15 dias, no entanto, a conta do SAAE chega no dia certo. Para quem consegue "ver e reparar" (“Se podes olhar, vê, se podes ver, repara” Ensaio sobre a cegueira), o direito a água é decorrente do direito à vida e a dignidade, ambos direitos fundamentais. Agora ceder água de "grátis" para a AMBEV, enquanto existem casas em SEVEN LAKES sem água para beber, é coisa de bocó, por mais empregos que se criem. Essa questão do SAAE é um mistério a se desvendar, ou o prefeito também vai fazer vistas grossas a esse problema tão simples: dar água a quem tem sede.
Abraços. Stefano

No Prelo disse...

Caro Amigo Stefano,
o Saae realmente ainda é uma caixa-preta, que precisa urgentemente ser desvendada, nem que seja pela CIA ou NASA. Talvez seja um dos maiores mistérios deste milênio.

Será que algum dia terá solução? Fica a pergunta.

Abraços e obrigado pela sua contribuição e participação.